Boletim do Mirtilo

Características Mirtilo-fruto

  • Fruto:  baga de cor azul-ceroso
  • Tamanho: varia entre os 7 e 22 milímetros de diâmetro
  • Características distintivas: cor e estrela de cinco pontas na parte superior do fruto
  • Cor: azul, quando alcança o amadurecimento total, ou vermelho segundo a variedade. Coberto por uma cera, denominada pruína
  • Sabor: possui uma pele firme e a sua polpa é sucosa e aromática, de sabor agridoce

Características Mirtilo-planta

  • Tamanho: pequeno arbusto que alcança 1m a 1,5m de altura
  • Temperatura: gosta de invernos rigorosos. Necessita em média de 700 a 1.000 horas anuais de temperatura entre os 10º e os 12º centígrados
  • pH: entre 4.0 e 5.2, sendo o óptimo entre pH 4.3 e 4.8
  • Solos: arenosos, franco-arenosos ou medianamente argilosos, não muito profundos

Produção e colheita

O mirtilo, como outras frutas, têm parâmetros específicos na a sua produção. Dependendo da cultivar, a colheita pode-se estender entre 2 a 5 semanas. Quanto mais velha a plantação mais produz. Em média, entra em produção (0,5 a 1 ton/ha) comercial ao 4º ano, depois da plantação. A produção aumenta regularmente até atingir as 10 ton/ha ao 7º-8º ano de cultura. Depois de atingir a velocidade cruzeiro, a produção deverá manter-se estável. Claro, desde que a cultura seja correctamente acompanhada e tratada. Aconselha-se a realizar colheitas diárias.

A colheita é manual e requer muita mão-de-obra. Este é um fator crítico. Pode necessitar até 20 pessoas/ha no pico da produção. As datas de colheita variam segundo as cultivares, a altitude e a região onde está localizado o pomar. Em Portugal, as colheitas decorrem entre meados de Abril a inícios de Setembro.

Após a colheita deverá ser efectuada a selecção, eliminando-se os frutos de má qualidade, frutos pequenos, verdes, sujos, com podridões ou danificados.

A colheita deve seguir certos cuidados para que se obtenha um produto de elevada qualidade.

Pós colheita

Esta fase é das mais importantes na cadeia de produção do mirtilo. Quanto melhor for o mirtilo maior a qualidade e maior satisfação do cliente/consumidor. A qualidade está definida por uma série de fatores. Entre eles: cor, firmeza, ausência de danos, balanço doce/acidez e aroma.

Existe uma enorme lista de variedades que são cultivadas a nível comercial. Estas diferenciam no crescimento, data de maturação, sabor, etc. Os procedimentos no pós colheita podem variar mediante a variedade.

Independentemente da variedade, há um denominador comum, é muito perecível. Isto é, depois da colheita, tem uma vida muito curta. As principais causas de deterioração são: podridão, desidratação, firmeza perdida, quebra de aparência e perdas sensoriais.

Critérios de qualidade à colheita
A qualidade do mirtilo relaciona-se em primeiro lugar com seu aspeto exterior (tamanho, forma, humidade exterior, defeitos, sanidade) e posteriormente com parâmetros como maturação, aroma, sabor, cor e textura (rija e crocante).
Recomendações à colheita
Colher nas horas mais frescas do dia, colocando os frutos em local protegido do sol e de preferência refrigerado. Colher os frutos com o mesmo grau de coloração; manusear cuidadosamente de modo a preservar a pruína (sem impressão digital do apanhador). Não devem ser colhidos frutos que apresentem danos na epiderme, nem vestígios de doenças e fungos. Colocar os frutos diretamente na embalagem de comercialização. Verificar a não existência de folhas
Condições de pré-arrefecimento
A pré-refrigeração rápida é indispensável, sobretudo quando se pretende expedir os frutos para mercados mais distantes. Outro aspeto essencial é o tempo que decorre entre a colheita e o arrefecimento. O pré-arrefecimento é tanto mais importante e urgente, quanto mais elevada for a temperatura do fruto (nunca superior a 18º).

Cuidados de higiene a ter durante a colheita

  • Não fumar aquando a colheita
  • Não comer/beber aquando a colheita
  • Lavar as mãos antes de iniciar o processo de colheita e sempre que necessário e durante 40 segundos. Verifique que os seus apanhadores o fazem idealmente em lavatórios exteriores ao WC
  • Secar as mãos em toalhas descartáveis
  • Não ter animais na exploração nem a acompanhar a colheita
  • Não colocar as caixas no chão
  • Não fazer dejeções fora dos locais indicados
  • Exigir o uso de máscaras ao apanhador em caso de doenças do trato respiratório
  • Cumprir todos os requisitos de higiene e segurança no trabalho exigidos pelas normas HACCP
Não esquecer
  • Colher preferencialmente nas horas frescas
  • Evitar ferir o fruto aquando da extração da planta e preservar a pruína
  • Homogeneidade da colheita
  • Refrigerar a fruto o mais depressa possível e transportar em frio
  • Colocar o número de produtor semana, dia e ano de colheita ( NP – S/ DC/ Ano) e variedade
  • Ter todos os cuidados de higiene exigidos pelo mercado externo

Padrão de qualidade para o mirtilo

Massa (g) não pode flutuar
Calibre (mm) superior a 12 mm
Cor azul, coberto com pruína
pH 2,25 - 4,25
ºBrix (sólidos solúveis) superior a 10% p/p
Acidez 0,3 - 1,3% p/p
Cicatriz ausência de feridas

O fruto ideal!

Escala de classificação de cor para mirtilo

Mirtilo: ponto para colheita

Não maduro

Não maduro

Não maduro

Não maduro

Ótimo para colheita

Ótimo para colheita

2 dias

2 dias

Calibre

frase sobre o calibre

Defeitos comuns

Indícios de podridão ou fungos
Danos causados pela mecanização: feridas
Danos causados pela geada ou granizo
Desidratação (falta de água)
Insetos
Falta de pruína (cera natural)
Russet (ácaro) ou cicatrizes
Defeitos
Dureza e madurez

Dureza: mau estado

Dureza: bom estado

Madurez: mau estado

Madurez: bom estado

Outros

Pedúnculo arrancado

Terra

Corpos estranhas

Exsudação de líquidos

Com pedúnculo

Restos florais

Fora de calibre

Desejamos a todos uma boa colheita!

Language